El ingenioso hidalgo don Quijote de la Mancha

De à sombra do futuro

Ir para: navegação, pesquisa

Dom Quixote de La Mancha

A história de Dom Quixote se passa em uma pequena aldeia da Espanha, na província da Mancha. Dom Alonso Quixano vivia em uma casa que, além de uma extensa biblioteca, sendo os livros, a maioria de cavalaria, era toda ornamentada com escudos e lanças antigos. Na maior parte de seu tempo Dom Alonso lia livros de cavalaria, que falavam de heróis, que saíam pelo mundo matando vilões e honrando suas amadas. Leu tanto que isso tornou-se uma obsessão, até o dia em que decidiu, ele mesmo, tornar-se um cavaleiro andante. Muda o nome para Dom Quixote de la Mancha, se veste com uma armadura e monta em um velho cavalo, batizado de Rocinante. O romance narra as suas aventuras em companhia de Sancho Pança, seu fiel amigo e companheiro.

Seu plano era andar pelo mundo, desfazendo injustiças, salvando donzelas e combatendo gigantes e dragões. Como todos os cavaleiros tinham uma amada, para quem dedicava suas aventuras heróicas, D. Quixote não tinha, mas inventou uma. Lembrou-se que, anos atrás, estivera interessado em uma camponesa chamada Aldonça, que vivia na aldeia de Toboso. Era feia, desajeitada e analfabeta, mas o cavaleiro mudou seu nome para Dulcinéia del Toboso e passou a fantasiar que ela era mais bela que todas as damas e princesas dos livros.

Passou por maus bocados, meteu-se em apuros. Continuando as andanças D. Quixote vive sob a alucinação de que está realmente vivendo na época áurea da cavalaria, quando estas já não eram realidade da sua época.



ver também:

Pierre Menard, autor do Quixote

Sturtevant, Author of Quixote

Las aventuras del Quijote